Como abrir processo
para aquisição de
medicações de alto custo

Documentação necessária para abrir processo de medicamento

  • cópia da carteira de identidade ou certidão de nascimento
  • cópia do CPF (facultativo)
  • cópia do comprovante de residência atual
  • cópia do Cartão Nacional de Saúde - Cartão SUS (solicitar na rede municipal de saúde)
  • Procuração, para representantes de usuários. Levar documento de identificação com a mesma assinatura da procuração e cópia do documento de identidade do representante. Acesse aqui o Modelo de Procuração.
  • Receita Médica - em duas vias, contendo o nome genérico do medicamento, concentração, posologia, tempo de tratamento, quantitativo mensal, carimbo, assinatura e data
  • LME - Laudo para Solicitação/Autorização de Medicamentos do Componente Especializado. É obrigatório o preenchimento de todos os campos pelo médico
  • Termo de Esclarecimento e Responsabilidade datado, carimbado e assinado pelo médico e pelo paciente
  • Exames comprobatórios do diagnóstico da doença de acordo com os Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas


 

Veja o endereço e telefone das farmácias estaduais:

 

Cariacica (Metropolitana)
Endereço: BR 262, Km 0, Bairro: Jardim América
Telefones: (27) 3636-2669 / 3636-2670 / 3636-2716 (fax)
Horário de Atendimento: 7h às 17h

Vila Velha
Endereço: Av. Dr. Olívio Lira, nº 870, Bairro: Centro
Telefones: (27) 3329-2277
Horário de Atendimento: 7h às 17h

Serra
Av. Talma Rodrigues Ribeiro, 5416, Bairro: Portal de Jacaraípe, Serra/ES
CEP 29173-795
Telefone: (27) 3245-4092
Horário de Atendimento: 7h - 17h

Cachoeiro de Itapemirim
Endereço: Rua Cariri S/N, Bairro: Aquidaban
Telefone: (28) 3155-5876
Horário de Atendimento: 7h30 às 16h30

Colatina
Endereço: Rua Aroldo Antoline S/N, Bairro: Vila Nova
Telefone: (27) 3177-7917
Horário de Atendimento: 7h às 16h

São Mateus
Endereço: Av. Mateus Cunha Fundão , nº 744, Bairro: Boa Vista
Telefone: (27) 3773-4197
Horário de Atendimento: 8h às 17h

Linhares 
Endereço: Rua João Francisco Calmon, nº 1850, Bairro: Centro
Telefone: (27) 3372-1913 / 3372-2098 (fax)
Horário de Atendimento: 8h - 17h

Venda Nova do Imigrante
Endereço: Rua Bouganville, nº 55, Bairro: Vila Betânea
Telefone: (28) 3546-2286
Horário de Atendimento: 8h - 16h

Nova Venécia
Endereço: Rua Piúma, s/n, Bairro: Margareth
Telefone: (27) 3752-2176
Horário de Atendimento: 8h - 17h


Medicações excepcionais
ou de alto custo

O que são medicamentos excepcionais

Os medicamentos excepcionais são aqueles considerados de alto custo e que são indicados para o tratamento de doenças raras ou crônicas. Normalmente, esses remédios são de uso prolongado, e seu alto valor unitário, muitas vezes, é uma barreira financeira para pacientes que necessitam de um tratamento rápido e contínuo.

 

Tratamento na rede pública

Para auxiliar no tratamento de doenças que necessitam de medicamentos excepcionais, o Governo Federal oferece, gratuitamente, vários remédios de alto custo comercial. Para a sua aquisição, o Ministério da Saúde estabeleceu alguns critérios de diagnóstico, indicação e tratamento, inclusão e exclusão de pacientes, esquemas terapêuticos, monitoramento, acompanhamento e demais parâmetros contidos nos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT).

 

Para ter acesso aos remédios de alto custo, o paciente ou responsável deve procurar a Farmácia Regional de Medicamentos Excepcionais de referência do seu local de residência para abrir o processo. Ele deve levar documentos pessoais, laudo médico para solicitação, exames recentes que comprovem a doença, além de receita médica com a identificação do paciente e o nome do remédio a ser adquirido. A cada três meses, todos esses itens deverão ser reapresentados, comprovando que o paciente ainda necessita do fornecimento da droga em questão. Após a abertura do processo administrativo, será realizado um estudo técnico dos exames para então fornecer o medicamento solicitado ao paciente.

 

Atualmente, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) disponibiliza aos pacientes reumáticos, vários medicamentos de alto custo nas Farmácias Regionais de Medicamentos Excepcionais:

 

ESPONDILITE ANQUILOSANTE  (segundo PCDT 2012)

- Ácido acetilsalicílico: comprimidos de 500 mg

- Ibuprofeno: comprimidos revestidos de 200 mg, 300mg e 600mg

- Naproxeno: comprimidos de 250 mg ou 500 mg

- Sulfassalazina: comprimidos de 500 mg

- Metotrexato: comprimidos de 2,5 mg; frasco com 50 mg/2 ml

- Metilprednisolona: frasco de 40 mg/2ml

- Adalimumabe: seringa preenchida de 40 mg

- Etanercepte: frasco-ampola de 25 e 50 mg

- Infliximabe: frasco-ampola com 100 mg

 

ARTRITE REUMATÓIDE (segundo PCDT 2013)

Anti-inflamatórios não-esteroidais:

- Ibuprofeno: comprimidos revestidos de 200 mg, 300 mg e 600 mg

- Naproxeno: comprimidos de 250 mg ou 500 mg

Glicocorticoides:

- Metilprednisolona (acetato) (intra-articular): frasco de 40 mg/2ml

- Metilprednisolona (succinato) (intravenoso): frascos com 40, 125, 500 ou 1.000 mg

- Prednisona: comprimidos de 5 ou 20 mg

Medicamentos modificadores do curso da doença, sintéticos:

- Metotrexato: comprimidos de 2,5 mg; frascos com 50 mg/2ml

- Sulfassalazina: comprimidos de 500 mg

- Leflunomida: comprimidos de 20 mg

- Hidroxicloroquina: comprimidos de 400 mg

- Cloroquina: comprimidos ou cápsulas de 150 mg

Medicamentos modificadores do curso da doença, biológicos:

- Adalimumabe: seringas preenchidas de 40 mg

- Certolizumabe pegol: seringas preenchidas de 200 mg

- Etanercepte: frascos-ampola de 25 e 50 mg; seringas preenchidas de 50 mg

- Infliximabe: frascos-ampola com 100 mg/10ml

- Golimumabe: seringas preenchidas de 50 mg

- Abatacepte: frascos-ampola de 250 mg

- Rituximabe: frascos-ampola de 500 mg

- Tocilizumabe: frascos-ampola de 80 mg

Imunossupressores:

- Ciclosporina: cápsulas de 10, 25, 50 e 100 mg; solução oral 100 mg/ml em frascos com 50 ml

- Ciclofosfamida: frascos-ampola de 200 ou 1.000 mg

- Azatioprina: comprimidos de 50 mg

 

ARTRITE REATIVA

- Sulfassalazina

 

LÚPUS SISTÊMICO  (PCDT Lúpus 2013)

- Cloroquina: comprimidos de 150 mg.

- Hidroxicloroquina: comprimidos de 400 mg.

- Betametasona: suspensão injetável de (3 mg +3 mg)/ml.

- Dexametasona: comprimidos de 4 mg.

- Metilprednisolona: pó para solução injetável de 500 mg.

- Prednisona: comprimidos de 5 ou 20 mg.

- Azatioprina: comprimidos de 50 mg.

- Ciclosporina: cápsulas de 10, 25, 50, 100 mg e solução oral de 100 mg/ml – frasco de 50 ml.

- Ciclofosfamida: comprimidos de 50 mg e pó para solução injetável de 200 e 1.000 mg.

- Danazol: cápsulas de 100 ou 200 mg.

- Metotrexato: comprimidos de 2,5 mg e solução injetável de 25 mg/ml com 2 ml.

- Talidomida: comprimido de 100 mg.

 

DERMATOMIOSITE (PCDT 2010)

- Metilprednisolona: pó para solução injetável de 500 mg

- Azatioprina: comprimidos de 50 mg

- Metotrexato: comprimidos de 2,5 mg; solução injetável 25 mg/ml

- Ciclosporina: comprimidos de 10, 25, 50 e 100 mg; solução oral de 100 mg/ml 50 ml

- Ciclofosfamida: pó para solução injetável de 1 g

- Imunoglobulina humana: frasco-ampola de 500, 1.000, 2.500, 3.000, 5.000 e 6.000 mg

- Hidroxicloroquina: comprimidos de 400 mg

 

 

Tratamento na rede particular

A resolução normativa 262/2011 da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), obriga os planos de saúde a pagarem pelos medicamentos biológicos administrados por via endovenosa para pacientes portadores de artrite reumatoide, espondilite aquilosante, artrite psoriásica e artrite relacionada a doenças inflamatórias intestinais. Além do fornecimento da medicação, os planos são também obrigados a oferecer espaço físico (centro de infusão próprio ou credenciado) e equipe de saúde habilitada a aplicar a medicação.


Endereço

AMES
Rua Francisco Rubim, 395,
Bento Ferreira - Vitória - ES,
CEP: 29050-680


Contatos

Telefones: (27) 3324-1333
E-Mail: contato@reumatologia-es.med.br

Redes Sociais

FacebookTwitter

© 2016, SORES | Todos os direitos reservados